Pimenta: harmonizando sabores intensos

0
124

A pimenta ganhou um espaço muito grande na culinária brasileira. Afinal, além ser um condimento com um sabor intenso ela também possui fatores anti-inflamatórios, antimicrobianos e anticancerígenos. O seu efeito termogênico que acelera o metabolismo, abriu espaço para este ingrediente entrar nas dietas de emagrecimento.
Os pigmentos vegetais presentes na pimenta como os carotenoides são ótimos para o organismo pois se transformam em vitamina A. Apenas meia colher de sopa de pimenta-dedo-de-moça desidratada já supre a nossa necessidade diária dessa vitamina.

Dentre os vários tipos existentes de pimenta, o mais utilizado nas receitas brasileiras é a Pimenta do Reino. Colhida ainda verde, ela amadurece mesmo sem estar em sua árvore. Possui um gosto intenso, mas na medida certa pode combinar com o prato e deixá-lo com um sabor mais vivo. É a favorita na opinião da maioria dos cozinheiros de vários países, pois ela combina com praticamente qualquer prato.

A Pimenta Branca é mais utilizada em pratos de coloração mais clara. Sendo mais suave que a Pimenta do Reino, ela é usada geralmente em molhos brancos, peixes, maionese e até em sopas.

Para quem busca um pouquinho mais de sabor na dieta, uma pimenta pelos nutricionistas é Caiena: uma mistura de pimentas vermelhas secas (malagueta, dedo-de-moça, chifre-de-veado). Ela traz consigo uma série de benefícios como seu efeito contra doenças e na perda de peso, visto que reduz o apetite. Ela combina muito bem com chás, cafés e saladas. Uma boa dica de chef é misturá-la no azeiteiro, assim ela pode estar presente na maioria dos seus pratos.

Quer testar uma receitinha com pimenta? Então clique aqui  para conferir essa delícia que o Augusto Haki preparou para o Meu Umbigo no Fogão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here